Pular para o conteúdo principal

Para encerrar o assunto Copa do Mundo

Em 1982 a Itália, defensiva como sempre, tirou o Brasil da Copa e depois sagrou-se campeã. A defensividade passou a ser moda no futebol mundial cuminando com a Copa 90 que foi a pior de todas. Estamos entrando em um novo ciclo de defensividade. E este ciclo não começa com o título italiano desse domingo. Começa com o título brasileiro de 2002. Jogamos sem encantar, na retranca de 3 zagueiro e fomos campeões. E não dá pra culpar os técnicos. Vamos pegar o exemplo de 2002:
Todo mundo criticava o Felipão. "Esse esquema com 3 zagueiros vai dar errado" "O que esse cara tem na cabeça para não levar o Romário!?" "Esse time não encanta, só joga na retranca". Se tivêssemos perdido o Felipão teria sido crucificado como grande culpado, mas vencemos. Com um penalti inexistente no 1° jogo, um gol da Bélgica mal anulado nas oitavas-de-final, um gol absolutamente fora do comum contra a Inglaterra e tantos outros pequenos detalhes (olha o detalhe decidindo de novo). Fim da história = Felipão queridinho da torcida. É o 1° nome da boca do torcedor para assumir a seleção agora.
Moral da história = não da pra culpar um técnico por ele fazer o time jogar só por resultado, o problema é quando joga pelo resultado e o resultado não vem, né Parreira.

O lance que ficará para a história da final de domingo é a cabeçada do Zidane, não como aquelas da final de 98, nem aquela que o Buffon defendeu sabe-se lá como, mas a cabeçada no peito do zagueiro Materazzi. Duas observações:
1° Considerando-se que Materazzi teria ofendido o craque francês, assim como sua mãe, sua irmã, cachorro, papagaio, cunhado, vizinho e agregado ele também merecia ser expulso. A agressão moral é tão ruim ou pior do que a física, mas o juiz não viu. Na verdade o árbitro argentino não viu nada. Expulsou o Zidane confiando no que contaram para ele (com ou sem a ajuda de vídeos);
2° Notaram quantos ângulos do fatídico (um dia vou aprender o que isso significa) lance foram mostrados? Num momento totalmente fora do lance de bola. Quanta tecnologia.

Faça-se justiça: Quem assitiu a reportagem do Fantástico com o lateral Roberto Carlos pôde ver que realmente não foi culpa dele o Henry estar sozinho naquele lance do gol. Faltou foi orientação tática para alguém cobrir aquele setor. E considerando a estatura do ex-nosso lateral pigmeu não devia ser ele mesmo.

Essa foi a 1ª final de Copa que assisti sem o Brasil. Ficamos mal acostumados.
Mas peraí, não saímos de mãos abanando não. A FIFA concedeu a seleção brasileira o prêmio Fair Play que nós dividiremos com a seleção espanhola por terem sido as duas seleção que jogaram de forma mais limpa no mundial.
Ufa, se não fosse isso sairímos decepcionados da Copa do Mundo hein.

PARABÉNS A ITÁLIA PELO TÍTULO DA COPA DO MUNDO

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pastor de Chapadinha vai a Itapecuru prestar depoimento

O assassinato do empresário Pedro Lopes Fontenelle, em Vargem Grande, ainda é um mistério. Para ajudar a solucionar o caso o pastor Elias Lima, presidente da Assembleia de Deus em Chapadinha, se dirigiu à Delegacia de Itapecuru-Mirim na manhã desta terça-feira (02) para prestar depoimento.
O crime aconteceu na última quarta-feira (27) às margens da BR-222, em frente a uma propriedade que o pastor havia vendido para o empresário. O empresário foi executado com dois tiros e não levaram nada dele.
Segundo um genro do pastor, o irmão Ezequiel Douglas, ele não recebeu qualquer intimação para comparecer ao distrito policial que investiga o caso e se dirigiu de forma espontânea. “Como ninguém sabe quem são os autores nem a motivação do crime, cabe todos que tiveram algum contato recente com a vítima munir as autoridades policiais com toda informação que possa ajudar a solucionar o caso”, afirmou ao blog.
Pedro Lopes Fontenelle tinha 46 anos e atuava no ramo frigorífico em Vargem Grande.

Não Chamem Pra Mesma Mesa o Prefeito e o Cunhado Vereador

A confusão começou numa comemoração de família. Os dois conversavam com o nível etílico um pouco acima do recomendado quando o parlamentar externou suas preocupações com o rumo do governo e o prefeito reagiu contrariado quando ouviu o irmão da primeira-dama lhe dizer que se a eleição fosse hoje ele seria derrotado.
O problema aumentou durante uma recente posse de secretários no gabinete do prefeito. Parecia que ele já estava concluindo mais um dos seus longos discursos quando olhou o vereador entre os presentes e relembrou o diálogo afirmando não levar a sério o diagnóstico. Constrangendo o parlamentar, o prefeito disse que aquilo era conversa de quem estava com algo cheio de cachaça.
O vereador, é claro, não escondeu a contrariedade com a conversa, que havia acontecido em âmbito privado, ser tratada publicamente e principalmente com os termos que o prefeito usou na frente de outros parlamentares e membros da equipe de governo.
Pra piorar, ao saber das reclamações do vereador, o pre…

Top 20 prefeituráveis de 2020

Com metade do mandato do prefeito Magno Bacelar superado as articulações para a sua sucessão devem começar a esquentar e o Blog do Braga traz a lista com os 20 nomes mais cogitados para enfrentar a disputa municipal de 2020.
É possível que outros nomes sejam discutidos até as convenções do ano que e o mais provável é que três ou quatro sejam registrados pelos partidos políticos, mas os nomes mais especulados nas rodas de conversa da cidade e pelo grupos políticos locais até aqui são os seguintes:
Magno Bacelar: Apesar das três condenações com trânsito em julgado no Tribunal de Contas da União (TCU), não dá para deixar de considerar o nome do prefeito que está no cargo, principalmente considerando sua capacidade de se livrar de problemas jurídicos. Dificilmente conseguirá desfazer o atual desgaste do seu governo, mas tem a marca de ter sido o único prefeito reeleito de Chapadinha, em 2004.
Danubia Carneiro: Primeira-dama, ex-prefeita e secretária de Assistência Social. Parece mais inter…