Pular para o conteúdo principal

A QUEM INTERESSA?

A inflação é um fenômeno indesejável, pelos efeitos nocivos que provoca na economia de um país. Ela é implacável, corroendo os ganhos de todos os agentes econômicos e atingindo mais fortemente aqueles que não dispõem de instrumentos para se defender.


Além de corroer os ganhos, a inflação desestimula o investimento na economia, com todas as suas implicações e tem efeito direto sobre a balança comercial, à medida que os produtos importados passam a ter um preço relativamente menor.


Os economistas debitam a dois fatores a origem da inflação: ou é uma inflação de demanda, causada pelo excesso de demanda em relação à capacidade produtiva da economia, ou ela é causada pelo aumento dos custos de produção dos bens, os quais são função do preço das matérias primas utilizadas ou do preço da mão de obra. Quando essas matérias primas são originárias de outro país, nós nos tornamos importadores de inflação.


É bom que se diga que quando se fala em aumento da demanda, estamos nos referindo tanto à demanda interna quanto à demanda externa. Leia-se: se vendemos mais para o exterior, sobra uma menor quantidade de produtos internamente,o que faz os preços subirem. É o que acontece quando os preços internacionais do açúcar (só para citar um exemplo) sobem e os produtores nacionais dirigem sua produção para o mercado externo.


No mundo globalizado de hoje, um aumento da inflação numa economia desenvolvida afeta a economia dos países emergentes e dos menos desenvolvidos. Boa parte do mundo vive a reboque do que acontece no mundo desenvolvido.


O mercado, em qualquer lugar do mundo, vive de expectativas. Nenhum agente econômico (no caso, o empresariado) investe se não tiver a expectativa do lucro. Os consumidores, diante de uma expectativa pessimista, se comportam antecipando suas compras (aumentando a demanda) para evitar a corrosão do seu poder aquisitivo. Em suma, a expectativa pessimista do comportamento da inflação realimenta o processo inflacionário.


Vale lembrar que em 2001 tínhamos uma meta de inflação de 4% (podendo chegar a 6%) e ela foi de 7,67%; em 2002, o centro da meta era de 3,5% e a inflação anual foi de 12,53%. Então, pergunta-se: qual a razão de tanto alarde se a meta de 2008 é de 4,5% (podendo chegar a 6,5%)?


Sem dúvida que o controle da inflação, como cita Paulo Nogueira Batista Jr, requer cuidados ou reações radicais da política monetária. Também não tenhamos dúvida que na próxima reunião do COPOM vai haver elevação da taxa de juros, necessária para se proteger da inflação. E os críticos, mais uma vez, serão trágicos.......implacáveis.


A quem interessa criar uma expectativa negativa entre os agentes econômicos?


Newton Braga,

Professor de Economia do Instituto de Educação Superior de Brasília (IESB)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pastor de Chapadinha vai a Itapecuru prestar depoimento

O assassinato do empresário Pedro Lopes Fontenelle, em Vargem Grande, ainda é um mistério. Para ajudar a solucionar o caso o pastor Elias Lima, presidente da Assembleia de Deus em Chapadinha, se dirigiu à Delegacia de Itapecuru-Mirim na manhã desta terça-feira (02) para prestar depoimento.
O crime aconteceu na última quarta-feira (27) às margens da BR-222, em frente a uma propriedade que o pastor havia vendido para o empresário. O empresário foi executado com dois tiros e não levaram nada dele.
Segundo um genro do pastor, o irmão Ezequiel Douglas, ele não recebeu qualquer intimação para comparecer ao distrito policial que investiga o caso e se dirigiu de forma espontânea. “Como ninguém sabe quem são os autores nem a motivação do crime, cabe todos que tiveram algum contato recente com a vítima munir as autoridades policiais com toda informação que possa ajudar a solucionar o caso”, afirmou ao blog.
Pedro Lopes Fontenelle tinha 46 anos e atuava no ramo frigorífico em Vargem Grande.

Não Chamem Pra Mesma Mesa o Prefeito e o Cunhado Vereador

A confusão começou numa comemoração de família. Os dois conversavam com o nível etílico um pouco acima do recomendado quando o parlamentar externou suas preocupações com o rumo do governo e o prefeito reagiu contrariado quando ouviu o irmão da primeira-dama lhe dizer que se a eleição fosse hoje ele seria derrotado.
O problema aumentou durante uma recente posse de secretários no gabinete do prefeito. Parecia que ele já estava concluindo mais um dos seus longos discursos quando olhou o vereador entre os presentes e relembrou o diálogo afirmando não levar a sério o diagnóstico. Constrangendo o parlamentar, o prefeito disse que aquilo era conversa de quem estava com algo cheio de cachaça.
O vereador, é claro, não escondeu a contrariedade com a conversa, que havia acontecido em âmbito privado, ser tratada publicamente e principalmente com os termos que o prefeito usou na frente de outros parlamentares e membros da equipe de governo.
Pra piorar, ao saber das reclamações do vereador, o pre…

Top 20 prefeituráveis de 2020

Com metade do mandato do prefeito Magno Bacelar superado as articulações para a sua sucessão devem começar a esquentar e o Blog do Braga traz a lista com os 20 nomes mais cogitados para enfrentar a disputa municipal de 2020.
É possível que outros nomes sejam discutidos até as convenções do ano que e o mais provável é que três ou quatro sejam registrados pelos partidos políticos, mas os nomes mais especulados nas rodas de conversa da cidade e pelo grupos políticos locais até aqui são os seguintes:
Magno Bacelar: Apesar das três condenações com trânsito em julgado no Tribunal de Contas da União (TCU), não dá para deixar de considerar o nome do prefeito que está no cargo, principalmente considerando sua capacidade de se livrar de problemas jurídicos. Dificilmente conseguirá desfazer o atual desgaste do seu governo, mas tem a marca de ter sido o único prefeito reeleito de Chapadinha, em 2004.
Danubia Carneiro: Primeira-dama, ex-prefeita e secretária de Assistência Social. Parece mais inter…