Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2009

Rogério Ulysses expulso

A executiva regional do PSB se reuniu hoje e decidiu por unanimidade de 6 votos expulsar dos seus quadros o deputado distrital Rogério Ulysses.

O relator do processo na Comissão de Ética do partido foi Marcelo Dourado e na Comissão Executiva foi o também membro da direção nacional do partido Carlos Siqueira, o que faz com que o recurso que Ulysses tentará na instância superior tenha enorme dificuldade de ser deferido.

Presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Legislativa do Distrito Federal e deputado com ampla base na cidade de São Sebastião, Ulysses teve seu gabinete revistado pela Polícia Federal durante a deflagração da Operação Caixa de Pandora, que investiga um suposto esquema de pagamento de propina no governo Arruda envolvendo, além do próprio governador e o vice, deputados, secretários e empresas com contratos com o GDF.

Rogério Ulysses, que tinha reeleição virtualmente garantida, não poderá disputar nenhum cargo nas eleições de 2010 caso a decisão seja mantida.

Acreditar ou não em Aécio

O governador de Minas, Aécio Neves, anunciou ontem que "deixa a condição de pré-candidato à Presidência da República.

As manchetes sobre o assunto são enfáticas.

Bolha de S. Paulo: "Aécio sai e amplia pressão sobre Serra"
Estadinho: "Aécio sai da disputa e abre espaço para chapa com Serra" (?!)
JB: "Aécio desiste e abre campanha"

Mesmo que não soubessem, os que escreveram as manchetes fazem uma análise política e não apenas anunciam um fato concreto. O mais correto seria afirmar: "Aécio anuncia desistência...". Se ele desistiu mesmo não sei, creio que não.

Por outro lado, quando ele taxativamente afirmando que não será candidato a vice-presidente não há a mesma firmeza. Diz Aécio em entrevista à jornalista Cristiana Lobo:

"Não sendo o candidato (a presidente), a melhor forma que vejo de ajudar é me dedicar integralmente à eleição aqui em Minas, sendo candidato ao Senado. Vou mergulhar na eleição mineira."

E mesmo assim a imprensa serrista…

Pequeno demais para dois

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), em carta enviada ao presidente nacional do seu partido, senador Sérgio Guerra (PE), anunciou: "Deixo a partir deste momento a condição de pré-candidato do PSDB à Presidência da República".

Aécio não diz na carta que rumo tomará em 2010 e nem sequer cita o nome do governo de São Paulo, José Serra. Não houve, pelo menos na escrita da carta, nenhuma preocupação em demonstrar apoio à pré-candidatura remanescente.

O que se percebe nas entrelinhas da carta são críticas veladas ao oponente interno e a reafirmação da certeza que seu nome era o melhor: "Ao apresentar o meu nome, o fiz com a convicção, partilhada por vários companheiros, de que poderia contribuir para uma construção política diferente, com um perfil de alianças mais amplo do que aquele que se insinua no horizonte".

Apesar de agradecer à condução de Sérgio Guerra, Aécio deixou clara sua insatisfação com a não realização das prévias internas. "Defendi as préi…

Em 2ª fase, PF mira em vice e ex-secretário

Por Juliana Weis:
"A segunda fase das investigações sobre a arrecadação e distribuição de propinas no Distrito Federal (DF) tem como alvos principais dois personagens que, aparentemente, tinham importância secundária no esquema: o vice-governador Paulo Octávio, do DEM, e o ex-secretário de Obras de Brasília, Márcio Machado, presidente licenciado do PSDB local. Responsável pela arrecadação de fundos para a eleição de Arruda em 2006, Machado seria, segundo informações repassadas ao Ministério Público, o homem encarregado de articular a formação do caixa que seria destinado à campanha do ano que vem."
Leia o resto aqui.

Ribeiro não está de fora

O deputado distrital Raimundo Ribeiro (PSDB) foi eleito corregedor na Câmara Legislativa, mas em caráter "ah doc", isto é, para um fim específico: analisar as representações contra os deputados distritais citados no inquérito do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e na operação Caixa de Pandora.

Assim, dependendo de quando o deputado Leonardo Prudente (DEM) renunciar à presidência da CLDF, Ribeiro pode sim ser o sucessor.

Sobre o Estadão

Ouça aqui o comentário de Lúcia Hippólito sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de manter a censura ao jornal "O Estado de S. Paulo".

Alguns considerações:

1. Não! Paulo Francis não reencarnou, eu juro que é a Lúcia Hippólito fazendo comentário;

2. Os seis ministro do STF que votaram de acordo com a decisão do desembargador Dácio Vieira também são amigos íntimos de José Sarney?

3. Este não é o único caso de "censura" a um jornal por determinação judicial. Este caso tem mais destaque por questões da luta política. E o problema não o Fernando Sarney, nem o José Sarney. O problema é sempre ele, o presidente que fala merda;

4. Não entendo bulhufas de Direito, mas, no que diz respeito ao mérito, sou contra a decisão da Justiça. O jornal que escreva o que quiser da forma que bem entender e depois se responsabilize pelas injustiças e garanta o direito de resposta. E garantir o direito de resposta não é acusar na manchete e inocentar nas notas de rodapé.

Arruda: a fase do autismo

"(...) Desmoralizado e abandonado pela raia miúda que com ele se locupletou dos maços de dinheiro que fazem a festa no Youtube, Arruda parece ter entrado naquela fase autista de Collor. Ao falar à imprensa, não estava se dirigindo ao mundo real, mas a uma existência virtual projetada em outra dimensão. Arruda decidiu que o importante agora é continuar governando o Distrito Federal e tocar as mais de mil obras em andamento, levantadas em toda parte, com vistas aos 50 anos de Brasília, a serem comemorados em 21 de abril de 2010. Em primeiro lugar, José Roberto Arruda não governa mais o Distrito Federal. Sua última ação administrativa foi, digamos assim, a ordem dada à Política Militar para atacar, com cavalos, cães e cassetetes, dois mil manifestantes que estavam pacificamente no Eixo Monumental de Brasília. Lá, como ilustração da anarquia que virá, um coronel PM de cabelos brancos partiu como um babuíno enfurecido para cima de um estudante e rasgou-lhe a camisa. Filmado, ordenou a…

Raimundo Ribeiro eleito corregedor

Nada contra o deputado distrital Raimundo Ribeiro (PSDB). O considero um arrudista respeitável, mas ainda assim é Arrudista. Amigo íntimo de Arruda e não o deixará ao relento.

O deputado foi escolhido corregedor da Câmara Legislativa por apenas 14 votos, entre os 24 deputados. Isso mostra claramente a fragilidade da bancada arrudista na CLDF.


Fora de outra disputa

Eleito corregedor, cargo que dá mais dor de cabeça do que benefícios, Raimundo Ribeiro fica de fora das articulações para a eleição do novo presidente da Câmara quando Leonardo Prudente (DEM) renunciar.


Foto: Agência Brasil

Arruda renunciará

Há informações em off de fonte confiáveis de que o governador José Roberto Arruda anunciará sua renuncia ao mandato durante a entrevista coletiva realizada logo mais.

A conferir.




Update: Arruda apenas anunciou sua desfiliação do PFL (neo-Democratas). Segundo Paola Lima, ele deve se afastar do governo por 90 dias.

Foi ver o Flamengo

No Processo de Eleição Direta (PED) do PT o caso mais curioso aconteceu na cidade de Imperatriz, no sul do Maranhão.

A disputa estadual lá se deu entre o ex-candidato a governador Raimundo Monteiro (CNB), favorito na disputa, e Augusto Lobato (MPT).

A suspeita de fraude se dá pelo seguinte. Até as 16h tinham votado 94 pessoas. O fiscal do grupo de Monteiro deixou o local para assistir o jogo do Flamengo. Das 16 às 17h apareceram 226 eleitores para votar, duas vezes e meia o número de votantes durante todo dia. Monteiro, é claro, deve questionar o resultado da eleição na cidade.

Fazendo justiça

Terminada a temporada do futebol brasileiro, meus parabéns a quem merece.

Primeiramente ao Flamengo. Mesmo sem ter time de campeão, Andrade tirou leite de pedra e conseguiu ser campeão no campeonato mais equibilibrado da era dos pontos corridos.

Não se pode deixar de dar os parabéns ao Grêmio. Grande decepção da temporada, mas jogou com seriedade contra o Flamengo, abriu o placar e teve uma das suas melhores apresentações fora de casa.

Ao Internacional, vice-campeão. Com altos e baixos durante a temporada acabou quase beliscando o título. Um dos melhores elencos do campeonato.

Parabéns ao São Paulo, que depois de três título consecutivos manteve-se no grupo de frente da classificação mesmo desacreditado durante boa parte da temporada.

O Cruzeiro também teve seus méritos. Vice-campeão da Libertadores sacrificando seu início no Brasileirão teve uma arrancada surpreendente e jogadará o principal torneio sul-americano de novo.

A maior surpresa do ano foi o Avaí. Cotadíssimo pro rebaixamento, o …

Arruda não vai cair...

... vão derrubar ele.



A soma de alguns fatores faz com que esta realidade esteja cada vez mais próxima.

Expulsão quase inevitável: Meio zonzo com a porrada que levou, o PFL (neo-Democratas) até deu alguns dias para Arruda se explicar, mas ninguém joga com a possibilidade de não expulsão. Expulso, Arruda fica ao relento e sem possibilidade de concorrer à reeleição.

Fuga de partidos: Os apoios, que já ficaram poucos, podem minguar de vez, afinal, os deputados e outras lideranças querem saber é da eleição do ano que vem. Além de já ter assistido a PDT, PSB, PV, PPS e PSDB anunciarem a saída do seu governo, Arruda poderá perder na semana que vem, além do seu próprio PFL, o PMDB.

Briga com P.O.: O vice-governador, Paulo Octávio, quer mais que Arruda se exploda e a notícia corra, desde que nada respingue sobre si. Essa possibilidade, inclusive, seria a ideal para o PFL a essa altura dos acontecimentos.

Racha na base mais aliada: A, até pouco tempo, sólida base parlamentar de Arruda não é de Arru…

Não seria do jogo

Há alguns dias escrevi aqui sobre o tal lance no qual o jogador Thierry Henry arrumou a bola com a mão antes de cruzar para o zagueiro Gallas marcar o gol que classificou a França pra Copa do Mundo e tirou a coitada da Irlanda.

Disse naquela ocasião: "Sinceramente, isto é do futebol. Não é da vida, não é da política, não é nem exemplo pra ninguém, mas é do futebol. Na pelada, "pediu pra parar, parou". No futebol, o juiz apitou para o lance, não apitou segue o jogo. (...) A não ser quanto é uma questão de direito, não creio que o jogador deva ser obrigado a se acusar."

E mantenho minha posição.

Se um jogador marca um gol sabendo que está em posição de empedimento e o bandeirinha não marca a irregularidade ele deve avisar o juiz pra anular o gol? Não. É do jogo.

Mas e se o jogador chuta à meta adversária, a bola bate na rede pela lado de fora e o juiz assinala gol? Bem, isso não é o jogo.

Um time entregar uma partida, seja pelo motivo que for, não é do jogo.

A partida disp…

Suicídio ou eutanásia

A União Democrática Nacional (UDN) não tinha nada de democrática. Era um partido golpista, de direita e reacionário. Sua principal liderança, Carlos Lacerda, o corvo, entrou para a história como alguém que quis de todas as formas chegar à presidência da República, mas nunca conseguiu.

Apoiaram o golpe de 64 acreditando que a "revolução" duraria pouco tempo e quando voltasse a "normalidade democrática" poderiam, enfim, chegar onde sempre quiseram.

Com o aprofundamento do regime e a decretação do bipartidarismo, os udenistas passaram a compor a Aliança Renovadora Nacional (ARENA), que não tinha nada de renovadora e dava apoio político ao regime dos generais.

No inicío da reabertura política, a reforma partidária acabou com o bipartidariamos e a Arena virou o Partido Democrático Social (PDS), que não tinha nada de democrático, nem de social. Sigla do presidente João Figueiredo, o partido lançou a candidatura de Paulo Maluf para a presidência da República no colégio eleit…

Quem sair por último apaga a luz

Sabe quando Michael Jackson morreu e demoraram meses para enterrá-lo? Pois é, parece que este é o estágio atual do Arruda.

Uma das condições fundamentais para sua queda, o isolamento político, vem acontecendo mais rápido do que se esperava.

O PDT, do senador Cristovam Buarque, decidiu que seus três filiados que ocupavam cargos no governo, Marcelo Aguiar, Edilson Barbosa e Israel Batista, deviam entragar seus postos e já aderiu ao movimento "Fora Arruda.

O PSB, do deputado Rodrigo Rollemberg, que era governo e oposição ao mesmo tempo decidiu ser só oposição. Abriu inquérito interno contra o deputado Rogério Ulysses, aliado de Arruda e citado no escândalo, e recomendou ao recém-empossado Joe Valle a deixar a presidência da Emater-DF. Joe já se demitiu e o PSB também aderiu ao "Fora Arruda.

O PPS, enroladíssimo no escândalo com o secretário de Saúde Augusto Carvalho e seu adjunto Fernando Antunes, também deixou a base de apoio do governo. O secretário de Justiça e Cidadania, deputa…

Valmir Amaral soltou m... no ventilador

O ex-senador e empresário do setor de transporte da capital Valmir Amaral soltou m... no ventilador de vez.

Amaral, que era suplente de Luiz Estevão e assumiu o cargo quando este foi cassado, compareceu à entrevista coletiva dada pelo ainda presidente da Câmara Legislativa, deputado Leonardo Prudente (DEM). Sabendo da presença de Amaral, Prudente atrasou o quanto pode a entrevista para não ouvir de frente a denúncia que Amaral faria, e fez.

Segundo Valmir Amaral, ele e outros empresários do setor teriam pago R$ 1 milhão aos deputados para eles aprovarem, no projeto do passe-livre estudantil , uma emenda que garante o benefício também a deficientes físicos. Assim o subsídio pago pelo GDF à empresas dobradia.

O governador Arruda vetou a emenda, mas, ainda segundo Amaral, os empresários pagaram outros R$ 600 mil para os deputados derrubarem o veto.

O fato, se verdadeiro, e tem tudo para sê-lo, mostra o quão endêmica é a corrupção dentro das instituições do Distrito Federal.

Fora, Arruda!

Lançado por partidos, movimentos e militantes de bem da sociedade de Brasília, o movimento Fora Arruda já tem música com a melodia "As águas vão rolar":

"Arruda vai ganhar
Uma passagem pra sair desse lugar
Não é de trem, nem de navio, nem de avião
É algemado no camburão
Eita Arruda ladrão!"

Só para constar

A única doação para campanhas eleitorais declarada à Justiça por Durval Barbosa em 2006 foi ao seu irmão, deputado distrital Milton Barbosa (PSDB), no valor de R$ 10.000.

Assim jaz um governo

É difícil escrever sobre o Arrudagate, já que toda hora aparece algo novo no escândalo. Mas aqui vão algumas considerações sobre o caso.

O ex-secretário de Relações Institucionais do governo Arruda e ex-presidente da Codeplan do governo Roriz, Durval Barbosa, homem-bomba do escândalo, não é alguém de quem eu compraria um carro usado, mas suas denúncias vão além de simples declarações. Há provas, áudio, vídeos feitos com o conhecimento e a autorização da Justiça.

Por enquanto, é verdade, não há base para se cassar o mandato de José Roberto Arruda (PFL), governador democraticamente eleito, mas se forem confirmadas as denúncias este governo entrará pra história como o mais corrupto do Distrito Federal, e olha que já tivemos quatro governos comandados por Joaquim Roriz.

Fraudes em licitações, desvio de dinheiro público, compra de apoio de parlamentares e partidos políticos com conhecimento, consentimento e participação direta do próprio governador. Essas características fazem com que o atual…

Só pra deixar claro

Continuo apoiando o Arruda pra vice na chapa do Serra

Arruda se cala e movimentos sociais se preparam

Depois de rodar pela cidade a informação de que o governo José Roberto Arruda daria um entrevista coletiva à imprensa local, a assessoria do governo negou a informação. Os advogados ainda estão analisando melhor o caso.

Enquanto isso, os partidos de oposição e os movimento sociais já preparam manifestações exigindo dura investigação das denúncias e punição exemplar aos eventuais culpados.

Vídeo poderá vir a público

O ministro do STJ Fernando Gonçalves, que assinou os mandados de busca e apreensão da Operação Caixa de Pandora, anunciou determinará a suspensão do "segredo de justiça" da operação.

Com isso, pode chegar ao grande público, por exemplo, o famoso vídeo gravado por Durval Barbosa no qual o governador José Roberto Arruda receberia uma suposta propina de R$ 400 mil.

PF investiga a fina flor do governo Arruda

A Polícia Federal deflagrou nesta manhã a Operação Caixa de Pandora.

Com pedidos de busca e apreensão em mãos feitos pelo Ministério Público do Federal (MPF) e determinados pelo ministro Fernando Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), os políciais visitaram gabinetes e residência, inclusive a Residência Oficial de Águas Claras, do governador Arruda.

Os trabalhos começaram cedo, nas primeiras horas da manhã, pela Câmara Legislativa do Distrito Federal.

Lá os agentes "visitaram" os gabinetes da deputada Eurides Britto (PMDB), líder do governo Arruda na CLDF, do deputado Leonardo Prudente (PFL), presidente da casa por escolha de Arruda, do deputado Rogério Ulysses (PSB), presidente da CCJ e aliado canino de Arruda. Segundo informações, também houve buscas na casa do suplente Pedro do Ovo (PRP).

Os agentes deixaram a CLDF levando malotes com documentos e até computadores.

Além das buscas na Câmara Legislativa, a PF foi também à residência de Leonardo Pruden…

Um país que é, gosta e quer ser ainda mais desigual

A elite mais letrada adora dizer que o povo brasileiro é formado por um bando de bestas mal informados que se importam mais com sexo do que com os assuntos políticos do Brasil.

Agora eu pergunto: como se interessar pelo que é publicado nessa imprensa brasileira?

Há meses lemos matérias sobre uma tal disputa sobres uns tais "royalties". Pois na próxima pesquisas dessas que só perguntam coisas que o povo brasileiro não está interessado em saber por enquanto adicionem uma pergunta: "Você sabe o que royalty?"

Quantos, meus caros, sabem o que é royalty? Poucos, muito poucos. Talvez menos do que o número de brasileiros que fazem questão em votar num candidato apoiado por Efeagacê.

Pois pronto, regojiza-se a elite sabichona. "Prova de que o brasileiro é um sujeito ignorante, que não sabe sequer o que é royalty". Sinceramente, não é nem engraçado a mesma classe que sempre dominou o poder no Brasil e privou a maior parte da sua população de ter acesso a serviços de qu…

Adeus, FHC

"Fernando Henrique Cardoso foi um presidente da República limítrofe, transformado, quase sem luta, em uma marionete das elites mais violentas e atrasadas do país. Era uma vistosa autoridade entronizada no Palácio do Planalto, cheia de diplomas e títulos honoris causa, mas condenada a ser puxada nos arreios por Antonio Carlos Magalhães e aquela sua entourage sinistra, cruel e sorridente, colocada, bem colocada, nas engrenagens do Estado. Eleito nas asas do Plano Real – idealizado, elaborado e colocado em prática pelo presidente Itamar Franco –, FHC notabilizou-se, no fim das contas, por ter sido co-partícipe do desmonte aleatório e irrecuperável desse mesmo Estado brasileiro, ao qual tratou com desprezo intelectual, para não dizer vilania, a julgá-lo um empecilho aos planos da Nova Ordem, expedida pelos americanos, os patrões de sempre."

Continue lendo aqui

Main de Dieu

O lance do atacante Thierry Henry, um dos melhores que eu já vi jogar, ajeitando a bola com a mão antes de cruzar para o zegueiro Gallas marcar o gol da classificação francesa para a Copa do Mundo foi polêmico, e mais polêmica foi a declaração dele sobre o lance: "Não sou eu o árbitro".

O árbitro da partida não viu a mão boba, estava com a visão do lance encoberto. A não ser que o acusem de mau posicionamento, não dá pra culpá-lo por não ter marcado a falta.

Henry, portanto, deveria ter se acusado?

Sinceramente, isto é do futebol.

Não é da vida, não é da política, não é nem exemplo pra ninguém, mas é do futebol.

Na pelada, "pediu pra parar, parou". No futebol, o juiz apitou para o lance, não apitou segue o jogo.

Se houvesse o recurso tecnológico para o árbitro rever os lances mais complicados como este, a França não iria pra Copa, mas o não uso destas tecnologias é uma opção feita pela Fifa.

A não ser quanto é uma questão de direito, não creio que o jogador deva ser obrig…

Movimentações políticas se intensificam no DF

Os eleitores devem ter reparado o quanto a pirotecnia do governo Arruda tem aumentado ainda mais de uns meses pra cá. A impressão que passa é a de que ele não está contente com o que as pesquisas lhe dizem.

Com toda a máquina, com toda a propaganda, como a campanha anunciada ele ainda tem menos intenção de votos nas pesquisas, mesmo nas menos confiáveis, do que teve em 2006.


Acerto petista

O Partido dos Trabalhadores parecia irremediavelmente rachado. Com dois pré-candidatos a governador e 12 candidatos a presidente regional do partido, mas os recentes acordos fechados mudaram este cenário.

O candidato Roberto Policarpo, da Articulação - Unidade na Luta, conseguiu aglutinar o apoio de outros seis candidatos: Wilmar Lacerda, da Construindo um Nova Brasília, Dirsomar Chaves, do Movimento PT, Hélio José, do Base Petista e Socialista, Abimael Nunes, do MAS PT, Marcius Siddarta, do O Trabalho, Jamil Mustafá, da Alternativa Militante. Policarpo já contava com o apoio do deputado distrital Chico…

Quanto ódio no coração

Comentário na primeira página do Correio Braziliense de hoje sobre a estréia do filme "Lula, o filho do Brasil":

"Na abertura do Festival de Brasília, a primeira sessão pública de Lula, o filho do Brasil teve um enredo típico de produções amadoras: desorganização e superlotação da Sala Villa-Lobos, com ministros, parlamentares e outros convidados em pé ou sentados ao chão. Sem a companhia do presidente, a primeira-dama, Marisa Letícia, foi ao Teatro Nacional e conversou em clima festivo com Glória Pires e Juliana Baroni, que a interpreta no longa-metragem. Ao final da sessão, houve aplausos protocolares."

Cláudio Humberto não sabe mais nem mentir

O porta-voz do governo Collor, Cláudio Humberto, publicou hoje no seu lidíssimo blogue:

"Comitê de Dilma se reúne até no Planalto
Para a ministra Dilma Rousseff a campanha de 2010 já começou e até sua casa se transforma em comitê eleitoral pelo menos uma vez por semana. Sempre às terças-feiras ela reúne o comando da campanha ora em sua residência, e ocasionalmente no Palácio do Planalto, para discutir os rumos da corrida. Participam das reuniões o ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci e o ministro da Propaganda, Franklin Martins."
Acontece que a besta se esquece que há mais de cinco meses o Palácio do Planalto está em reforma e está previsto para ser reentregue apenas em abril do ano que vem, na comemoração do aniversário de Brasília. Veja aqui, aqui e aqui.

Paulo Octávio não tem coragem de peitar Arruda

Um dos principais jornalistas do sistema oficial de comunicação do GDF, Ricardo Callado, anunciou hoje em seu blog:

"Das quatro vagas do grupo governista na chapa majoritária para as eleições de 2010, duas já estão definidas. O governador José Roberto Arruda (DEM) e o seu vice e atual governador em exercício, Paulo Octávio (DEM) irão repetir a dobradinha vitoriosa de 2006. Mas, há possibilidade de inversão de posições. A decisão oficial foi divulgada hoje durante almoço no Hotel Kubstichek Plaza, por Paulo Octávio. Ele reuniu um grupo de vinte pessoas, entre políticos e amigos, que teve participação decisiva na articulação da chapa de 2006, quando os dois travavam uma disputa interna para definir quem seria o candidato a governador. O grupo foi atuante para evitar que desunião dentro do partido, que podia levar os dois candidatos a derrota."

Será que o vice-governador é tão ingênuo assim? Ele realmente continua acreditando em acordo do Arruda?!

O violador do painel do Senado é …

Apagão X Racionamento

Fica parecendo que o debate é se o apagão do Lula é melhor do que o do Efeagacê. Não é, e não pode ser. Principalmente porque o que aconteceu anteontem nada tem a ver com o que aconteceu em 2001.

São dois absurdos diferentes.

Em 2001, ainda no governo Efeagacê, o país não estava gerando energia suficiente. Os níveis dos reservatórios de água das hidrelétricas estava muito baixo e todo mundo teve que economizar energia. Era banho cronometrado, poucas lâmpadas ligadas, passar roupa uma vez por semana.

O que aconteceu agora foi um blecaute. Ponto. Importante é saber porque ele aconteceu? Se pode se repetir? E tomar medidas para que não se repita.

A oposição pode tentar usar isso contra a Dilma, afinal, ela já foi ministra de Energia, mas não surtirá efeito. O racionamento que aconteceu no governo Efeagacê, também em ano pré-eleitoral, nada ou quase nada influiu no resultado da eleição. Imaginem um caso específico como este.

Se querem ter chance vitória ano a oposição tem que, primeiro escolhe…

Dilma cresce e Serra continua caindo

Aguardo a íntegra da pesquisa para fazer uma análise mais profunda, por enquanto vou falar o que eu sei.


No primeiro cenário:

José Serra (PSDB) caiu de 40% para 36%

Dilma Rousseff (PT) subiu de 15% para 19%

Ciro Gomes (PSB) subiu de 12% para 13%

Heloísa Helena (Psol) ficou com 6% (não constava anterior)

Marina Silva caiu de 5% para 3%

Isto é, Serra não para de cair e Dilma continua crescendo. Portanto, comecem a prestar atenção no cenário com Aécio Neves como candidato do PSDB. Nele os números são:

Dilma (PT) - 20%Ciro (PSB) - 19%Aécio (PSDB) - 18%Heloísa (PSOL) - 8%Marina (PV) - 4%

Quem tem lado e quem não tem

Ainda tem gente que reclama, digamos, da minha falta de imparcialidade neste blogue.

1º Não há imparcialidade;
2º Não tenham dúvidas, eu tenho lado;
3º Só gostaria que a Rede Blobo também assumisse seu lado.

O assunto do dia é a falta de energia que chegou a 18 estados brasileiros. Aí o repórter Rafael Mônaco, da Globo News, vai repercutir o assunto no Congresso. Com quem? Com o deputado José Carlos Aleluia (UDN-BA).

Até aí tudo bem, afinal, Aleluia é engenheiro elétrico.

Mas qual a "pergunta" do repórter pro deputado? Faço questão de transcrevê-la:

"O que não dá pra engolir até agora? É a falta de respostas ou as respostas dadas até o momento de que foi uma chuva forte ou foi um ventinho que derrubou, quem sabe, torres ou linhas de transmissão, como foi afirmado?", se enrolou o coitado do Rafael.

Primeiro: Ou não tem resposta ou a resposta é culpar o clima.

Segundo: Culpou o clima? O próprio presidente Lula disse que não ia nem "chutar" qual o motivo do apagão, e…

A vitória do exibicionismo

por Luiz Carlos Azenha , em Vi o Mundo:"Houve um tempo em que oferecer redenção era exclusividade dos religiosos e das igrejas. Você pagava por um terreninho no céu. No século 20, o da Ciência, da crença de que a Ciência nos redimiria de todos os males -- em que o cientificismo derrotou o idealismo -- a redenção estava na Educação, com e maiúsculo. No século 21, o da midiatização permitida pelas tecnologias da informação, a redenção pode ser encontrada através da mídia, especialmente nos programas de TV que se apresentam como "populares"."Leia mais aqui.

Folia terceirizada

De Leandro Fortes, em Brasília, eu vi:
"O carnaval de Brasília é um horror. Você pode defender muita coisa por aqui – o verde, o céu, o sol, a chuva, a paz, a tranqüilidade, as pistas largas – menos o carnaval. Primeiro porque, todo ano, chove no carnaval. É sempre uma festa mixuruca, mantida por uns poucos foliões recalcitrantes dispostos a colocar nas ruas um simulacro de desfile de escolas de sambas que não passam de um arremedo, quando não de uma versão maltrapilha, das escolas de samba do Rio de Janeiro e, vá lá, de São Paulo. O carnaval daqui é tão ruim, que nem o governador José Roberto Arruda, do DEM, empenhadíssimo em comemorar o cinqüentenário da capital federal, em 2010, se arriscou a bolar alguma coisa especial para a folia do ano que vem. Preferiu, na verdade, financiar uma escola do Rio, a Beija Flor, e capitalizar seus dirigentes, capitaneados por um bicheiro condenado pela Justiça, com dinheiro do contribuinte local."Clique aqui para ler o resto.

Atlético X Flamengo, o jogo do maior escândalo da história

Logo mais o Atlético Mineiro e o Flamengo/Rede Globo entrarão em campo para um dos mais importantes jogos do Brasileirão deste ano. Hoje sou atleticano desde criancinha.
Este dois clubes já decidiram um campeonato brasileiro, em 1980, quando o Flamengo venceu seu primeiro título nacional, mas o confronto mais importante entre eles ocorreu no ano seguinte, pela Libertadores da América.
O regulamento daquela Libertadores não previa critérios de desempate, quando dois times terminavam a primeira fase com o mesmo número de pontos, como Flamengo e Atlético no grupo 3, era jogada uma partida de desempate.
A partida foi marcada com campo neutro, Goiânia, o árbitro nem tanto. Além do juiz escolhido ser carioca, ele foi para a capital goiana no mesmo avião com o time do Flamengo e ficou hospedado no mesmo hotel!
Tudo normal? Não, nada normal. Ainda mais quando o árbitro expulsa 5 (por extenso, cinco) jogadores do Atlético ainda no primeiro tempo de jogo!
Com 10 minutos, Reinaldo fez falta no seu c…