Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2009

Qual o problema com a TV Brasil?

A Folha de S. Paulo de hoje foi às bancas com um editorial entitulado: "TV que não pega".

O texto termina com a seguinte sentença: "Os vícios de origem e o retumbante fracasso de audiência recomendam que a TV seja fechada -antes que se desperdice mais dinheiro do contribuinte."

Ora, por que um veículo de comunicação defende o fim de outro veículo de comunicação? O que poderia a TV Brasil representar que causasse tanto asco à FSP?

A TV Brasil é uma ínfima, apesar de ser também a maior, tentativa do governo Lula de criar uma alternativa à mídia nativa. Por isso FSP e companhia sempre foram contra sua existência.

Este governo, como se sabe, nunca enfrentou as quatro famílias. Marinho's, Civita's, Mesquita's e Frias virão Lula descer a rampa do Planalto da mesma forma que virando-no subi-lá, com a concentração de mídia em suas mãos.

O que perderam de espaço nestes últimos anos foi reflexo do avanço da internet, mas nada o governo Lula fez para democratizar os v…

Tô aqui

Ainda estou vivo, pessoal. Gripado, com suspeita de gripe A, mas vivo.

Me afastei deste espaço por vários motivos. Congresso da UNE, seminário da JCNB, e agora esta gripe.

Não se preocupem comigo. A letalidade desta doença não passa de 0,5%. Tem mais gente morrendo de disenteria.


Fora Sarney?

Este pessoal do "O Estado de S. Paulo" e companhia ainda me farão defender José Sarney (PMDB-AP).

Hoje, o dia inteiro, só fizeram requentar a notícia de ontem. Segundo manchete do OESP "Gravações ligam Sarney a Agaciel e a atos secretos".

Inacreditável. Conseguiram demonstrar ligação política entre Agaciel Maia e José Sarney. Este que nomeou aquele diretor-geral do Senado quando o ocupou a presidência da Casa pela primeira vez.

E o que mais? Ah sim. As gravações ligam Sarney aos atos secretos. Uma ova. Em momento nenhum Sarney, ou mesmo seu filho, Fernando, pediram para que a contratação fosse feita de forma secreta.

Não me comprem por sarneysista, não sou. Pelo contrário, sou maranhe…

De estratégia e sacanagem ele entende

Há um triunvirato que dá calafrios do senhor Daniel Dantas. O delegado Protógenes Queiroz, o juiz Fausto De Sanctis, e o procurador Rodrigo De Grandis.

Pois na última sexta-feira, De Grandis entregou a De Sanctis uma denúncia contra Daniel Dantas e sua curriola como desdobramento à operação Satiagraha, comandada por Protógenes.

Sobre Dantas pesam denúncias por formação de quadrilha e organização criminosa, gestão fraudulenta de instituição financeira, evasão de divisas e lavagem de dinheiro. Entre os demais denunciados estão Verônica Dantas, irmã de Daniel, e o testa de fer... digo, o presidente do Opportunity, Dório Ferman, também conhecido por ajudar as campanhas eleitorais de Marcelo Itagiba (PMDB-RJ) e Raul Jungmann (PPS-PE). Humberto Bráz, Carla Cico e Roberto Amaral (não o ex-ministro, o ex-dirigente da construtora Andrade Gutierrez) também não foram esquecidos por De Grandis.

E não pensem que o calvário de Dantas está próximo do fim. As investigações da Satiagraha continuarão e De…

É errando que se aprende...

... a errar de novo.

O PT fez um senhor papelão há alguns anos quando se prestou ao serviço de defender o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) das acusações que ele sofria quanto ocupava a presidência do Senado. Algumas figuras ficaram especialmente desgastas com o episódio, como a senador Ideli Salvatti (SC).

Renan, porém, achou que a defesa do PT foi meia-boca e se revoltou contra o então primeiro-presidente do Senado, Tião Viana (AC). Por isso moveu mundos e fundos para eleger o senador José Sarney (PMDB-AP) para a presidência da Casa no último fevereiro, evitando a eleição de Tião.

Para eleger Sarney Renan prometeu contemplar o PTB com um cargo de destaque para o senador Fernando Collor (PTB-AL). Assim, a presidência da comissão de Infra-Estrutura, que pela proporcionalidade deveria ficar com o PT (coincidentemente com Ideli), acabou com nas mãos do senador collorido.

Agora, o mesmo Sarney, eleito pelo esforço do mesmo Renan Calheiros, está em apuros. O PSDB, o PFL e o PDT já pediram que…

Correio Braziliense e Governo Zé Arruda, relações suspeitas

Tirado do Observatório da Imprensa
Por Venício A. de Lima em 30/6/2009
Num domingo, 8 de março de 2009, o Correio Braziliense, principal jornal do Distrito Federal, dedicou duas páginas (uma delas a capa) do seu caderno "Cidades" a ampla matéria na qual encampava publicamente a posição de porta-voz do Governo do Distrito Federal (GDF) contrária à anunciada greve dos professores da rede pública de ensino. Os professores reivindicavam o cumprimento de um acordo salarial (ver aqui e aqui).O título principal da matéria era "Greve sem causa" e uma coluna encimada pela retranca "Visão do Correio", intitulada "Crime de lesa-futuro" fazia, dentre outras, as seguintes afirmações: que a ameaça de greve era descabida; que o reajuste salarial ultrapassava os limites do bom senso; que não se apelava ao idealismo dos professores, mas ao profissionalismo e concluía:"Há muito o GDF deixou para trás a idéia ultrapassada de que o magistério é sinônimo de sacri…