Pular para o conteúdo principal

A "sólida base"


Interessante o texto "Os 12 fiéis de Arruda" publicado hoje pela jornalista Paola Lima.

Nele ela revela que Arruda conta com uma "nova bancada - enxuta mas leal, como sempre quis o governador - está pronta para barrar qualquer sinal de rebeldia dos demais colegas."

Os 12 discípulos seriam:

Eurides Brito (PMDB), líder do governo;
Roney Nemer (PMDB);
Benício Tavares (PMDB);
Alírio Neto (PPS), por meio do seu suplente Cláudio Abrantes (PPS);
Paulo Roriz (DEM), por meio do seu suplente Raad Massouh (DEM);
Milton Barbosa (PSDB);
Raimundo Ribeiro (PSDB);
Wilson Lima (PR);
Bispo Renato (PR);
Rogério Ulysses (PSB);
Cristiano Araújo (PTB);
Dr. Charles (PTB).

O grupo contaria também com o presidente da casa Leonardo Prudente (DEM), pronto a garantir a vitória em qualquer votação se o empate tentar imperar.

Bom, tomando esta "nova bancada" como verdadeira e coesa, reflitamos. Uma base que tantas vezes ganhava as votações por 20 X 4 ou 19 X 5 agora se resume a míseros 12 deputados fiéis.

E se este são os fiéis, os outros são o que? Os infiéis? Os traidores? A oposição? Vamos aos nomes:

José Antônio Reguffe (PDT), pré-candidato a governador;
Érika Kokay, líder do PT;
Cabo Patrício (PT);
Paulo Tadeu (PT);
Chico Leite (PT);
Batista das Cooperativas (PRP), vice-líder do governo;
Pedro do Ovo (PRP);
Eliana Pedrosa (DEM), do partido do governador e ex-secretária do governo;
Júnior Brunelli (PSC), ex-democrata;
Jaqueline Roriz (PMN);
Benedito Domingos (PP), ex-administrador de Taguatinga;

Se estes deputados, oposicionistas e ex-aliados se juntarem bastam agregar mais um votinho, como o do tucano Milton Barbosa que na verdade diz só votar de acordo com o própria conciência, e eles terão maioria absoluta na Câmara Legislativa do Distrito Federal.

Junte-se a isto a pressão da base do Dr. Charles para que ele deixe de apoiar este governo. Juste-se a isto que Rogério Ulysses, que foi caninamente aliado de Arruda até aqui, estar doidinho para apoiar o ex-governador Joaquim Roriz (PSC). Junte-se a isto que o Bispo Renato tem que seguir a orientação dos evangélicos para se manter vivo e o caminho natural deles também é apoiar Roriz.

Eu tô achando que Arruda vai ter que voltar pra Itajubá.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pastor de Chapadinha vai a Itapecuru prestar depoimento

O assassinato do empresário Pedro Lopes Fontenelle, em Vargem Grande, ainda é um mistério. Para ajudar a solucionar o caso o pastor Elias Lima, presidente da Assembleia de Deus em Chapadinha, se dirigiu à Delegacia de Itapecuru-Mirim na manhã desta terça-feira (02) para prestar depoimento.
O crime aconteceu na última quarta-feira (27) às margens da BR-222, em frente a uma propriedade que o pastor havia vendido para o empresário. O empresário foi executado com dois tiros e não levaram nada dele.
Segundo um genro do pastor, o irmão Ezequiel Douglas, ele não recebeu qualquer intimação para comparecer ao distrito policial que investiga o caso e se dirigiu de forma espontânea. “Como ninguém sabe quem são os autores nem a motivação do crime, cabe todos que tiveram algum contato recente com a vítima munir as autoridades policiais com toda informação que possa ajudar a solucionar o caso”, afirmou ao blog.
Pedro Lopes Fontenelle tinha 46 anos e atuava no ramo frigorífico em Vargem Grande.

Não Chamem Pra Mesma Mesa o Prefeito e o Cunhado Vereador

A confusão começou numa comemoração de família. Os dois conversavam com o nível etílico um pouco acima do recomendado quando o parlamentar externou suas preocupações com o rumo do governo e o prefeito reagiu contrariado quando ouviu o irmão da primeira-dama lhe dizer que se a eleição fosse hoje ele seria derrotado.
O problema aumentou durante uma recente posse de secretários no gabinete do prefeito. Parecia que ele já estava concluindo mais um dos seus longos discursos quando olhou o vereador entre os presentes e relembrou o diálogo afirmando não levar a sério o diagnóstico. Constrangendo o parlamentar, o prefeito disse que aquilo era conversa de quem estava com algo cheio de cachaça.
O vereador, é claro, não escondeu a contrariedade com a conversa, que havia acontecido em âmbito privado, ser tratada publicamente e principalmente com os termos que o prefeito usou na frente de outros parlamentares e membros da equipe de governo.
Pra piorar, ao saber das reclamações do vereador, o pre…

Top 20 prefeituráveis de 2020

Com metade do mandato do prefeito Magno Bacelar superado as articulações para a sua sucessão devem começar a esquentar e o Blog do Braga traz a lista com os 20 nomes mais cogitados para enfrentar a disputa municipal de 2020.
É possível que outros nomes sejam discutidos até as convenções do ano que e o mais provável é que três ou quatro sejam registrados pelos partidos políticos, mas os nomes mais especulados nas rodas de conversa da cidade e pelo grupos políticos locais até aqui são os seguintes:
Magno Bacelar: Apesar das três condenações com trânsito em julgado no Tribunal de Contas da União (TCU), não dá para deixar de considerar o nome do prefeito que está no cargo, principalmente considerando sua capacidade de se livrar de problemas jurídicos. Dificilmente conseguirá desfazer o atual desgaste do seu governo, mas tem a marca de ter sido o único prefeito reeleito de Chapadinha, em 2004.
Danubia Carneiro: Primeira-dama, ex-prefeita e secretária de Assistência Social. Parece mais inter…