Pular para o conteúdo principal

Secretário da Presidência da República explica ação dos ODM no IFMA

“Nós temos que fazer alguma coisa. É um trabalho de missionário e os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) têm que estar presente nas nossas ações”. Foi com essas palavras que o reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA), José Costa, concluiu sua participação no encontro que reuniu nesta quinta-feira professores, alunos e representantes da Secretaria - Geral da Presidência da República, para debater a importância dos ODM.

O reitor ressaltou que o encontro serviu para que o IFMA se incorporasse a essa plataforma. O Instituto tem 22 campi, e, segundo José Costa, todos eles vão poder contribuir para a disseminação dos ODM, para integrar os Núcleos e avançar na municipalização.

O secretário Wagner Caetano, da SEPPI, explicou para cerca de 80 pessoas como nasceram os ODM, qual a importância da participação de todos – governos federal, estadual, municipal, sociedade civil – para que o país atinja as metas, além de apresentar as políticas públicas implementadas pelo governo brasileiro em prol dos ODM. Segundo o secretário o passo mais importante é conscientizar a sociedade e o poder público sobre a relevância da participação de todos para atingir os ODM. 

Feito isso, disse ele, temos que partir para a municipalização, ou seja, aproximar os Objetivos das prefeituras e da população. Isso porque, o Brasil vai bem em relação ao cumprimento dos ODM e já atingiu várias metas, mas quando os números são desagregados percebe-se que muitos municípios estão longe dessa realidade.

O secretário disse ainda que, constitucionalmente, em função da descentralização dos recursos, os municípios têm atribuições que vão ao encontro dos ODM, como por exemplo, a obrigatoriedade de investimentos na área de saúde e educação. Os governos municipais têm que se envolver nessa plataforma, as metas do milênio têm que estar na agenda das prefeituras. Temos que entender que os ODM são uma estratégia para andar rápido na solução de alguns problemas e para caminhar no rumo do desenvolvimento humano.

Reunião - Ainda na tarde de quinta-feira, Wagner Caetano se reuniu com o Núcleo Estadual do Maranhão, também para debater os ODM. Estiveram presentes cerca de 50 pessoas representando as prefeituras de Lago da Pedra e Anajatuba, centrais sindicais e sindicatos de trabalhadores e patronais, estatais e secretários estaduais.

O prefeito de Anajatuba, que está em processo de municipalização dos OMD, falou das suas experiências e dificuldades, mas ressaltou que não vai desistir de trabalhar pelos ODM. Estou tentando alinhar o município, lamentavelmente, os prefeitos não entenderam como é importante abraçar esta grande causa. Com certeza, vou ser a terceira cidade do Maranhão a municipalizar os ODM, garantiu. 

O Núcleo Estadual ganhou várias adesões: A professora de química Adriana Araújo anunciou a integração do IFMA ao Núcleo Estadual. Também aderiam os sindicatos dos Empregados de Empresas de Asseio e Conservação (SEEAC), do Comércio de Vendedores Ambulantes de São Luis (SCVSL), Comércio Varejista de Feirantes de São Luis, dos Comerciários de São Luis (Sind-Comerciários) e do Comércio Varejista de Pescado. A Nova Central Sindical e a Central Única das Favelas (CUFA) também passarão a integrar o Núcleo.

O Núcleo Estadual para a disseminação dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) foi criado há um ano e tem feito um trabalho forte para mobilizar os diversos setores nos municípios, além de motivar os gestores a aderirem a agenda dos ODM. Em Santa Luzia e Zé Doca, foram criados os dois primeiros Conselhos dos ODM fora das grandes cidades, e a posse dos conselheiros acontecerá nesta sexta-feira(25), à tarde e a noite em Zé Doca e Santa Luzia respectivamente.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pastor de Chapadinha vai a Itapecuru prestar depoimento

O assassinato do empresário Pedro Lopes Fontenelle, em Vargem Grande, ainda é um mistério. Para ajudar a solucionar o caso o pastor Elias Lima, presidente da Assembleia de Deus em Chapadinha, se dirigiu à Delegacia de Itapecuru-Mirim na manhã desta terça-feira (02) para prestar depoimento.
O crime aconteceu na última quarta-feira (27) às margens da BR-222, em frente a uma propriedade que o pastor havia vendido para o empresário. O empresário foi executado com dois tiros e não levaram nada dele.
Segundo um genro do pastor, o irmão Ezequiel Douglas, ele não recebeu qualquer intimação para comparecer ao distrito policial que investiga o caso e se dirigiu de forma espontânea. “Como ninguém sabe quem são os autores nem a motivação do crime, cabe todos que tiveram algum contato recente com a vítima munir as autoridades policiais com toda informação que possa ajudar a solucionar o caso”, afirmou ao blog.
Pedro Lopes Fontenelle tinha 46 anos e atuava no ramo frigorífico em Vargem Grande.

Não Chamem Pra Mesma Mesa o Prefeito e o Cunhado Vereador

A confusão começou numa comemoração de família. Os dois conversavam com o nível etílico um pouco acima do recomendado quando o parlamentar externou suas preocupações com o rumo do governo e o prefeito reagiu contrariado quando ouviu o irmão da primeira-dama lhe dizer que se a eleição fosse hoje ele seria derrotado.
O problema aumentou durante uma recente posse de secretários no gabinete do prefeito. Parecia que ele já estava concluindo mais um dos seus longos discursos quando olhou o vereador entre os presentes e relembrou o diálogo afirmando não levar a sério o diagnóstico. Constrangendo o parlamentar, o prefeito disse que aquilo era conversa de quem estava com algo cheio de cachaça.
O vereador, é claro, não escondeu a contrariedade com a conversa, que havia acontecido em âmbito privado, ser tratada publicamente e principalmente com os termos que o prefeito usou na frente de outros parlamentares e membros da equipe de governo.
Pra piorar, ao saber das reclamações do vereador, o pre…

Top 20 prefeituráveis de 2020

Com metade do mandato do prefeito Magno Bacelar superado as articulações para a sua sucessão devem começar a esquentar e o Blog do Braga traz a lista com os 20 nomes mais cogitados para enfrentar a disputa municipal de 2020.
É possível que outros nomes sejam discutidos até as convenções do ano que e o mais provável é que três ou quatro sejam registrados pelos partidos políticos, mas os nomes mais especulados nas rodas de conversa da cidade e pelo grupos políticos locais até aqui são os seguintes:
Magno Bacelar: Apesar das três condenações com trânsito em julgado no Tribunal de Contas da União (TCU), não dá para deixar de considerar o nome do prefeito que está no cargo, principalmente considerando sua capacidade de se livrar de problemas jurídicos. Dificilmente conseguirá desfazer o atual desgaste do seu governo, mas tem a marca de ter sido o único prefeito reeleito de Chapadinha, em 2004.
Danubia Carneiro: Primeira-dama, ex-prefeita e secretária de Assistência Social. Parece mais inter…