Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2012

A força da imagem do PT

Ao contrário do que se costuma pensar, o sistema partidário brasileiro tem um enraizamento social expressivo. Ao considerar nossas instituições políticas, pode-se até dizer que ele é muito significativo. Em um país com democracia intermitente, baixo acesso à educação e onde a participação eleitoral é obrigatória, a proporção de cidadãos que se identificam com algum partido chega a ser surpreendente. Se há, portanto, uma coisa que chama a atenção no Brasil não é a ausência, mas a presença de vínculos partidários no eleitorado. Conforme mostram as pesquisas, metade dos eleitores tem algum vínculo. Seria possível imaginar que essa taxa é conseqüência de termos um amplo e variado multipartidarismo, com 29 legendas registradas. Com um cardápio tão vasto, qualquer um poderia encontrar ao menos um partido com o qual concordar. Mas não é o que acontece. Pois, se o sistema partidário é disperso, as identificações são concentradas. Na verdade, fortemente concentradas. O Vox Populi fez recentemente um…

A retórica fácil que tira a lógica da política

A entrada de Zé Reinaldo Tavares na administração municipal comandada pelo tucano João Castelo só reforça sua postura anti-PT e anti-Lula, fator determinante para que o Diretório Nacional do PT tenha decidido pela anulação do encontro estadual que decidira pelo apoio à chapa Dino-Reinaldista nas eleições de 2010.
Esta postura poderia até ser dissimulada, afinal, Tavares é filiado a um partido que faz parte da base aliada e, para não perder voto no estado que deu a segunda maior votação proporcional para Dilma, sua atuação contra o projeto petista se dá geralmente nos bastidores e não sob os holofotes, apesar de ele ter declarado apoio a José Serra no segundo turno da eleição presidencial.
Agora que está tudo as claras Flávio Dino não pode mais ficar se fazendo de "João sem braço". Concorda com a "opção pelo atraso" ou romperá com seu tutor político? Deixando a retórica fácil de lado, o caminho natural seria o líder do PCdoB refutar aproximação com PSDB e, em não s…

Os grandes disputarão, os menores definirão (de novo)

Apesar de uns e outros cantarem vitória a esta distância da eleição, é bom olharmos para trás e ver o que o passado nos deixou de lição política.
No período pré-eleitoral de 2008, lideravam as pesquisas de intenção de voto Dr. Levi Pontes (ex-PDT) e Dr. Talvane Hortegal (ex-PT). 
Além de ser filho do lendário Antônio Pontes de Aguiar, Dr. Levi contava com o apoio do governo Jackson Lago, a simpatia do empresariado e da classe média, e pose de quem venceria as eleições dando continuidade apenas aos acertos do grupo com o qual rompera havia pouco tempo.
O então-neo-e-já-ex-petista Talvane Hortegal disputava a dianteira nas pesquisas e fez o PT crer que o mau desempenho da candidata governista, Danúbia Carneiro, faria com que a família Sarney obrigasse o então prefeito, Dr. Magno Bacelar, a apoiá-lo.
Para quem analisa política superficialmente parecia tudo bem definido para a disputa ficar por aí, afinal, o eleitorado estava cansado dos dois grupos tradicionais da política chapadinhense, não…

Juventude de Chapadinha abraça ginásio pedindo conclusão de obra

As atividades culturais e esportivas deste 18 de maio, dia do combate à violência sexual contra crianças e adolescentes, contaram também com uma manifestação dos jovens chapadinhenses pedindo a conclusão e entrega à sociedade do ginásio esportivo construído pelo governo do estado, cuja obra se arrasta por inacreditáveis 22 anos.
Sob comando do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente e do Comitê Juvenil e com o apoio das Secretarias Municipais de Educação e Assistência Social e da Unidade Regional de Educação, os jovens participaram do 1º Circuito Esporte e Cidadania, na Praça do Povo, com jogos de salão, várias atividades esportivas, apresentações de dança e brincadeiras infantis.
Os jovens aproveitaram a oportunidade para ir até o ginásio esportivo e dar um abraço simbólico chamando a atenção para a necessidade de espaços públicos para a atividade esportiva. O ato foi uma demonstração de que é possível mobilizar a sociedade em  manifestações ordeiras e sem cunho partidário em…

As opções do PT de Chapadinha

É lamentável, para o partido e para a cidade, que o PT de Chapadinha não tenha consigo viabilizar uma candidatura própria para as eleições de outubro. Poderíamos colaborar com o debate e disputar pra valer se tivéssemos mobilizado as entidades da sociedade civil organizada, a academia e a juventude do campo e da cidade em debate sobre o modo petista de governar e sua adequação à realidade local.
O cenário para esta construção já era por si só adverso e foi piorado por graves erros táticos. A consequência é que o partido definirá seu caminho numa conjuntura fortemente polarizada entre os dois grupos tradicionais da política local.
O mais coerente seria a manutenção da aliança com o governo, visto que o partido participa da atual administração, contou com o apoio do deputado Magno Bacelar para comandar a Unidade Regional de Educação e teria condições, a depender da formação das coligações proporcionais, de eleger dois ou até três vereadores, feito que seria histórico. 
Mas as coisas nã…

Não se Prende Cachorro Esfomeado com Linguiça!

Por Pe. Manuel Neves
Bengala de cego vai para onde a puxam. Isso é uma verdade. Mas isso é bengala de cego, não esqueça! Agora, ser humano não pode ser como bengala, porque tem cabeça própria para pensar. Qualquer pessoa pode trocar de chapéu ou de capacete. Mas de cabeça, nunca! Quem anda por cabeça alheia é piolho. E não tem vida sossegada! É perseguido com insistência!
Isto vem a propósito do esforço que cada um de nós deve fazer para ser livre e poder pensar. Ninguém devia querer abandalhar sua liberdade, nem preferir os interesses dos outros aos seus, se legítimos. Temos que aprender a refletir, não sermos ingênuos, superficiais... Precisamos saber conquistar o espaço da nossa liberdade, investir nos nossos interesses, colocar a cabeça a funcionar. Ter sentido crítico! Para isso, ter uma direção, um sentido de vida, não acreditar em qualquer ideia que nos é exposta. Quem troca a sua liberdade pela oferta de uns reais ou vende seus legítimos interesses a outrém (seja pelo que fôr!) …

A fofoca estraga com grandes amizades na Política de Chapadinha

Por: Júlio "Foguinho"


Começou a Campanha eleitoral em Chapadinha, e as fofocas ganham grandes repercusão nas conversas de boca a boca.
Os grandes amigos muitas das vezes fazem partes de grupos opostos ou no mesmo grupo que tem uma campanha limpa ou suja. 
Os fofoqueiros ou os famosos leva e traz, muitas das vezes falam o que não deve e acabam estragando uma boa amizade por motivo de política, que é passageira, e os verdadeiro  amigos são para sempre ou ater a amizade durar.
O recado é que nunca faça um fofoca sem provas ou sem fundamento, porque você pode até fazer bem para para Aou B, mas com isso estragar uma boa amizade que foi construída com muito sacrifício.
Não troque os verdadeiros amigos por palavras maldosas sem fundamento, isso pode prejudicar muita gente e acabar com um grupo de amigo.
As brigas já causaram muitos estragas no meio político, e parece que os fofoqueiros de plantão já começaram a atuar para levar e trazer notícias sem fundamentos.
Os políticos são inimigos …

Porta-voz de Isaías está encegueirado comigo

"Eles tem a liberdade de dizer o que eles quiserem a meu respeito. E eu quero ter a liberdade de dizer o que eu penso deles do jeito que eu quiser
(Lula)

Mesmo sem coragem de reafirmar com todas as letras a acusação vil que fez e que já remeti ao Ministério Público, o guia intelectual do grupo Isaías-Dulcilene voltou a apontar sua artilharia contra mim, dessa vez baixando ainda mais o nível. Como já disse, não lhe cai bem este papel. Há outros capachos para cumprir essa tarefa. 
Entre os novos ataques, houve uma proposta. Que eu vivesse ao menos por um ano "sem depender de política". Esquece-se que dos meus 24 anos de idade, eu passei 23 anos sendo oposição municipal. Passei pela iniciativa privada e pelo terceiro setor antes do serviço público. 
Além de dizer o óbvio, que eu defendo o grupo político que faço parte (assim como ele defende o grupo dele), ele levanta suspeitas sobre minhas finanças pessoais. Bem, meu patrimônio é constituído por um Corsa Classic a…

Magno, Isaías e a Política de Redução de Dano

Do Blog do Alexandre
Com a impossibilidade da candidatura da ex-promotora Doracy Reis a campanha eleitoral caminha inevitavelmente para uma polarização até mais ampla que as verificadas nas últimas disputas. Magno e Isaías continuam incontestes em seus grupos, o que torna Chapadinha refém de um renitente e dissimulado pacto de coexistência política entre ambos.
Magno assumiu faz 12 anos e já poderia ter vaporizado Isaías com a continuação de boas iniciativas do início de seu primeiro governo e com o trato mais sério e participativo com relação a seus aliados políticos, mas – talvez por medo do surgimento de uma nova liderança – preferiu o retrocesso administrativo e o destrato de companheiros o que tem dado sobrevida rica em votos a Isaías, um político que não se mostrou apto sequer a pagar os triviais salários dos funcionários.
Isaías, por seu turno, tem na manutenção dos votos que tal pacto lhe confere, seu principal objetivo em qualquer eleição. Já levou a cabo candidatura inviável ju…

Trabalhador não quer só aumento de salário, quer ser reconhecido e valorizado

Do blog Sala Vip



Além de aumento salarial e redução da jornada, os trabalhadores brasileiros querem mais segurança, capacitação profissional, assistência à saúde, valorização e reconhecimento da atividade que exercem. Foi o que constatou a Agência Brasil, que foi às ruas para descobrir se as reivindicações dos trabalhadores coincidem com as demandas apresentadas pelas centrais sindicais neste 1° de Maio.
Na pauta de reivindicação dos sindicalistas estão, entre outros pontos, a redução da taxa de juros, o fim do fator previdenciário, a valorização das aposentadorias, a igualdade entre homens e mulheres, o trabalho decente, o fim do imposto sindical e a regulamentação da terceirização.
Entretanto, as reivindicações que afetam mais diretamente o dia a dia dos trabalhadores foram as mais citadas pelos entrevistados: a redução da jornada sem corte de salários, educação e qualificação profissional e o aumento salarial. Das 13 pessoas ouvidas pela Agência Brasil, seis reclamaram da excessiva jo…