Pular para o conteúdo principal

Clássico De Futebol, Peça Sobre Jesus, Queijo Mineiro E Outros Patrimônios Culturais Imateriais



O deputado federal Sargento Pastor Isidoro (Avante-BA) causou polêmica ao apresentar como primeiro projeto desta legislatura a proposta de tornar a Bíblia Sagrada patrimônio cultural imaterial do Brasil, mas o que esses patrimônios?

Criada pela Unesco em 2003, essa categoria de patrimônios culturais é definida por cada país e abrange as expressões culturais e as tradições a serem guardadas para as gerações futuras.

Entre os bens já registrados como patrimônios imateriais no Brasil está até um clássico de futebol, o Re-Pa. O enfrentamento entre os clubes paraenses Remo e Paysandu é o único item relacionado a futebol na lista, mas não faltam festas.

O Galo da Madrugada está na lista junto com o samba de roda do Recôncavo Baiano, o Carimbó, o forró, o frevo e o maracatu. O Tambor de Crioula e as diferentes matrizes do samba do Rio de Janeiro (partido-alto, samba de terreiro e samba-enredo) também.

A culinária está presente com os bolos de Rolo e Souza Leão e até com modo artesanal de fazer queiro em Minas Gerais. De Minas ainda é considerado patrimônio imaterial o toque dos sinos das igrejas.

Várias manifestações religiosas como o Círio de Nazaré, a Festa do Divino em Pirinópolis (GO), o Teatro de Nova Jerusalém e a peça anual sobre a Paixão de Cristo, a missa do vaqueiro, a festa de Santana de Caicó (RN) também são patrimônio imaterial no Brasil.

Alguns ofícios como das baianas de Acarajé, das paneleiras de Goiabeiras (ES), das rendeiras de bilros, dos mestres oleiros e dos mestres de capoeira, assim como a própria roda de capoeira já estão na lista.

Outros itens já registrados são a dança de jongo, a feira de Caruaru (PE), o modo de fazer viola de cocho e até o Peteleco, personagem do ventríloquo Oscarino Farias, falecido em 2018. Os indígenas foram lembrados no registro da arte do povo Oiampis e na Cachoeira de Iauaterê, em São Gabriel da Cachoeira (AM), lugar sagrado para várias tribos.

E a Bíblia?
O Brasil tem a segunda maior população de cristão do mundo, a maior população de católicos, mas não é tradição criada aqui. A Bíblia é um conjunto de escrituras antigas acumuladas no decorrer de quase 2 mil anos na região que hoje conhecemos como Oriente Médio.

Escrita em hebraico, aramaico e grego, a Bíblia é o livro sagrado do cristianismo, que se tornou a religião oficial do Império Romano em 392 e se tornou dominante na Europa, inclusive entre aqueles que viriam a colonizar o Brasil e trazer para cá seus ensinamentos.

A inclusão ou não dá Bíblia entre os patrimônios imateriais brasileiros tem pouca consequência prática, até porque é um livro de valor histórico que estará preservado para gerações futuras independente disso, mas soa estranho pela origem das escrituras ser tão distante do Brasil.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pastor de Chapadinha vai a Itapecuru prestar depoimento

O assassinato do empresário Pedro Lopes Fontenelle, em Vargem Grande, ainda é um mistério. Para ajudar a solucionar o caso o pastor Elias Lima, presidente da Assembleia de Deus em Chapadinha, se dirigiu à Delegacia de Itapecuru-Mirim na manhã desta terça-feira (02) para prestar depoimento.
O crime aconteceu na última quarta-feira (27) às margens da BR-222, em frente a uma propriedade que o pastor havia vendido para o empresário. O empresário foi executado com dois tiros e não levaram nada dele.
Segundo um genro do pastor, o irmão Ezequiel Douglas, ele não recebeu qualquer intimação para comparecer ao distrito policial que investiga o caso e se dirigiu de forma espontânea. “Como ninguém sabe quem são os autores nem a motivação do crime, cabe todos que tiveram algum contato recente com a vítima munir as autoridades policiais com toda informação que possa ajudar a solucionar o caso”, afirmou ao blog.
Pedro Lopes Fontenelle tinha 46 anos e atuava no ramo frigorífico em Vargem Grande.

O que não te disseram sobre a "farra dos contracheques"

Enquanto a gritaria tomava conta das redes sociais, me dediquei a estudar a folha de pagamento da Prefeitura de Chapadinha e verifiquei alguns dados que precisam ser esclarecidos.
Primeiro, nenhum vigia “recebe” R$ 6 mil. O presente do indicativo é usado para demonstrar ação continuada. E o vigia Marcelo Costa Abreu, segundo este mesmo Portal da Transparência que serve de fonte para pinçar informações pela metade e causar alvoroço, tem um salário de R$ 1.247,50. Nos meses de Setembro e Outubro ele recebeu gratificações para compensar outros serviços que ele teria prestado à administração municipal, segundo relato dele mesmo em áudio que circula nos grupos de WhatsApp.
A realização destes trabalhos deve ser atestada, mas essa checagem desmonta a tese segunda qual ele receberia um grande salário para dividir com um ex-prefeito e um vereador.
Outro dado que tem aparecido de maneira muito distorcida é a lotação de todos os servidores como funcionários do gabinete do prefeito. Na verdade…

Mais um empresário se prepara para disputar a Prefeitura

Está difícil manter a contagem de quantos pré-candidatos ao cargo de prefeito de Chapadinha já estão no páreo. Hoje pela manhã foi a vez do empresário Nenezão se filiar ao Partido dos Trabalhadores (PT) se colocando a disposição da legenda para a disputa.
A informação é do presidente do Diretório Municipal, o ex-vereador Manim Lopes, que acredita que uma candidatura própria é o melhor caminho para o partido voltar a ter representatividade local.