Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2019

Professora Vera: “Queriam que eu devolvesse o dinheiro para a Prefeitura dividir entre os vereadores”

Nova matéria do Blog do Alpanir Mesquita sobre gastos da Câmara Municipal levou a presidente da Casa, Professora Vera, a fazer denúncias graves na sessão desta terça-feira (28).
“Eu tenho um documento que quando eu assumi a presidência da Câmara me entregaram (dizendo) que eu teria que devolver todos os meses o restante do dinheiro da Câmara para a Prefeitura. Sabem para que? Para dividir entre os vereadores”, afirmou a presidente, alegando que parlamentares descontentes estariam por trás das publicações do blogueiro de Vargem Grande.
Segundo o texto publicado foram pagos R$ 158 mil à loja Digital Informática em 2017 para a aquisição de materiais de informática, o que a presidente justificou com a compra de equipamentos para o funcionamento da Rádio Câmara e as transmissões dos trabalhos legislativos, mas a maior parte do seu pronunciamento foi destinado a rebater os parlamentares que teriam plantado a matéria, apesar dela não ter revelado quem seriam.
A “mulher que não abera” chamou…

Nem acabado, nem forte: Vivo e animado

Pelo título, poderia ser um texto sobre o governo Bolsonaro, mas é sobre outro gestor que se movimentou durante o final de semana. Tratado como cadáver político pelos adversários, o prefeito Magno Bacelar teve raro momento de felicidade no sábado (25) com inaugurações e festa bem-sucedidas.
Com o asfaltamento do bairro Aparecida quase concluído, graças a convênio da Prefeitura com a Caixa, o prefeito aproveitou para recuperar também a travessa João Lopes no trecho que passa em frente ao Hospital Antônio Pontes de Aguiar (Hapa), pontos esburacados da avenida José Sarney no Areal e começar a resolver o ponto mais crítico da infraestrutura da cidade nos últimos meses, a avenida Ataliba Vieira de Almeida.
Enquanto a oposição reivindica os méritos por este asfalto, Magno vai tirando proveito de estar tirando do papel o que a ex-prefeita Belezinha deixou para ser feito. Com clima mais ameno, a administração mobilizou bom público para a reinauguração da Maternidade Municipal Dr. Manoel Seba…

Dr. Levi Revela Convite Para Hospital e Admite Possibilidade De Candidatura

O ex-deputado estadual Dr. Levi Pontes esteve ontem (16) no programa Direto ao Assunto, da rádio Mirante, para falar da sua volta à rotina de consultas no Centro de Medicina Avançada de Chapadinha (CMAC), mas a política acabou virando o assunto principal da entrevista.
Após um balanço do mandato que exerceu na Assembleia com vários benefícios para Chapadinha e região, o médico disse não ter arrependimento de fazer política de maneira correta, mas que depois de muita reflexão busca tirar aprendizado de tudo.
Com relação ao seu presente, ele afirmou que desde o início do ano vem participando de congressos e seminários para se manter atualizado e tem investido para trazer novos métodos de exames e intervenções cirúrgicas para seus pacientes.
Discutindo a situação geral da saúde no município os apresentadores questionaram a situação do Hospital Regional de Chapadinha, que continua sem funcionar com a sua plena capacidade e não colocou fim à rotina de transferências de pacientes para São…

Abrimos as contas da Câmara e descobrimos a verdade sobre lanches e outros contratos

A Câmara Municipal de Chapadinha virou alvo de várias matérias nos últimos dias sobre gastos com lanches. O assunto ganhou repercussão até em outras cidades e não faltou nem aquelas charges para nós rirmos um pouco, mas nosso compromisso é com a informação precisa e ao invés de tratar dos valores que constam nas licitações (previsões que nunca se confirmam) o Blog do Braga foi buscar as prestações de contas da Casa com os recursos que foram efetivamente gastos e traz aqui para você.
A empresa Dilton de Lima Machado – ME e a Câmara firmaram contratos para o fornecimento de lanches (bolos, pães, salgadinhos, refrigerantes etc.) e gêneros alimentícios (café, chá, açúcar, leite, biscoito, água mineral etc.) nos anos de 2017 e 2018. Dos R$ 205 mil (R$ 205.959,30) que causaram manchetes, o valor efetivamente gasto foi R$ 75 mil (R$ 75.183,55), ou seja 36% do valor. Em dois anos isto dá uma média de R$ 3.132,65 por mês.

Apesar da empresa ser conhecida como Pão Dourado ela também está regist…