Pular para o conteúdo principal

Nem acabado, nem forte: Vivo e animado


Pelo título, poderia ser um texto sobre o governo Bolsonaro, mas é sobre outro gestor que se movimentou durante o final de semana. Tratado como cadáver político pelos adversários, o prefeito Magno Bacelar teve raro momento de felicidade no sábado (25) com inaugurações e festa bem-sucedidas.

Com o asfaltamento do bairro Aparecida quase concluído, graças a convênio da Prefeitura com a Caixa, o prefeito aproveitou para recuperar também a travessa João Lopes no trecho que passa em frente ao Hospital Antônio Pontes de Aguiar (Hapa), pontos esburacados da avenida José Sarney no Areal e começar a resolver o ponto mais crítico da infraestrutura da cidade nos últimos meses, a avenida Ataliba Vieira de Almeida.

Enquanto a oposição reivindica os méritos por este asfalto, Magno vai tirando proveito de estar tirando do papel o que a ex-prefeita Belezinha deixou para ser feito. Com clima mais ameno, a administração mobilizou bom público para a reinauguração da Maternidade Municipal Dr. Manoel Sebastião Pinheiro no prédio do Hapa e especialmente para a reabertura da UPA no Areal. Sabe-se que a Prefeitura não tem verba própria suficiente para manter a qualidade que a unidade tinha quando era gerida pelo governo do estado, mas a Saúde está sendo tão priorizada hoje quanto era a Assistência Social em 2007/2008.

No ponto alto do sábado, o governo conseguiu lotar a Praça do Povo para uma tardia e belíssima homenagem às mães com o argumento de escassez de recursos sendo desmentido pela distribuição de presentes e sorteio de prêmios antecedendo os shows da noite.

Em euforia, o prefeito cantava no camarim rodeado de aliados as músicas que público ia curtir logo mais. O clima de animação se misturava com a apreensão de aliados pela possibilidade de um longo discurso de Magno no palco ser recebido com vaias que tirassem o brilho daquele dia. A preocupação se mostrou desnecessária. A organizadora da festa, primeira-dama, ex-prefeita, secretária de Assistência Social e de muito mais foi impecável ao introduzir a banda de maneira sucinta e curtir a apresentação com seu esposo.

Chegou segunda-feira e a empolgação não pode virar ilusão. Nem Aviões do Forró, nem Márcia Felipe garantiram vitórias para as últimas prefeitas, não será The Fevers que terá resolvido os problemas do atual. Mas que o prefeito voltou a demonstrar uma disposição que há muito não se via é inegável. Candidato ou não, ele segue vivo e com o fim do período chuvoso pode reverter muita coisa recuperando as avenidas e a iluminação pública. Aguardemos.

Fotos: Facebook da Prefeitura de Chapadinha

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pastor de Chapadinha vai a Itapecuru prestar depoimento

O assassinato do empresário Pedro Lopes Fontenelle, em Vargem Grande, ainda é um mistério. Para ajudar a solucionar o caso o pastor Elias Lima, presidente da Assembleia de Deus em Chapadinha, se dirigiu à Delegacia de Itapecuru-Mirim na manhã desta terça-feira (02) para prestar depoimento.
O crime aconteceu na última quarta-feira (27) às margens da BR-222, em frente a uma propriedade que o pastor havia vendido para o empresário. O empresário foi executado com dois tiros e não levaram nada dele.
Segundo um genro do pastor, o irmão Ezequiel Douglas, ele não recebeu qualquer intimação para comparecer ao distrito policial que investiga o caso e se dirigiu de forma espontânea. “Como ninguém sabe quem são os autores nem a motivação do crime, cabe todos que tiveram algum contato recente com a vítima munir as autoridades policiais com toda informação que possa ajudar a solucionar o caso”, afirmou ao blog.
Pedro Lopes Fontenelle tinha 46 anos e atuava no ramo frigorífico em Vargem Grande.

Não Chamem Pra Mesma Mesa o Prefeito e o Cunhado Vereador

A confusão começou numa comemoração de família. Os dois conversavam com o nível etílico um pouco acima do recomendado quando o parlamentar externou suas preocupações com o rumo do governo e o prefeito reagiu contrariado quando ouviu o irmão da primeira-dama lhe dizer que se a eleição fosse hoje ele seria derrotado.
O problema aumentou durante uma recente posse de secretários no gabinete do prefeito. Parecia que ele já estava concluindo mais um dos seus longos discursos quando olhou o vereador entre os presentes e relembrou o diálogo afirmando não levar a sério o diagnóstico. Constrangendo o parlamentar, o prefeito disse que aquilo era conversa de quem estava com algo cheio de cachaça.
O vereador, é claro, não escondeu a contrariedade com a conversa, que havia acontecido em âmbito privado, ser tratada publicamente e principalmente com os termos que o prefeito usou na frente de outros parlamentares e membros da equipe de governo.
Pra piorar, ao saber das reclamações do vereador, o pre…

Top 20 prefeituráveis de 2020

Com metade do mandato do prefeito Magno Bacelar superado as articulações para a sua sucessão devem começar a esquentar e o Blog do Braga traz a lista com os 20 nomes mais cogitados para enfrentar a disputa municipal de 2020.
É possível que outros nomes sejam discutidos até as convenções do ano que e o mais provável é que três ou quatro sejam registrados pelos partidos políticos, mas os nomes mais especulados nas rodas de conversa da cidade e pelo grupos políticos locais até aqui são os seguintes:
Magno Bacelar: Apesar das três condenações com trânsito em julgado no Tribunal de Contas da União (TCU), não dá para deixar de considerar o nome do prefeito que está no cargo, principalmente considerando sua capacidade de se livrar de problemas jurídicos. Dificilmente conseguirá desfazer o atual desgaste do seu governo, mas tem a marca de ter sido o único prefeito reeleito de Chapadinha, em 2004.
Danubia Carneiro: Primeira-dama, ex-prefeita e secretária de Assistência Social. Parece mais inter…