Pular para o conteúdo principal

Nem acabado, nem forte: Vivo e animado


Pelo título, poderia ser um texto sobre o governo Bolsonaro, mas é sobre outro gestor que se movimentou durante o final de semana. Tratado como cadáver político pelos adversários, o prefeito Magno Bacelar teve raro momento de felicidade no sábado (25) com inaugurações e festa bem-sucedidas.

Com o asfaltamento do bairro Aparecida quase concluído, graças a convênio da Prefeitura com a Caixa, o prefeito aproveitou para recuperar também a travessa João Lopes no trecho que passa em frente ao Hospital Antônio Pontes de Aguiar (Hapa), pontos esburacados da avenida José Sarney no Areal e começar a resolver o ponto mais crítico da infraestrutura da cidade nos últimos meses, a avenida Ataliba Vieira de Almeida.

Enquanto a oposição reivindica os méritos por este asfalto, Magno vai tirando proveito de estar tirando do papel o que a ex-prefeita Belezinha deixou para ser feito. Com clima mais ameno, a administração mobilizou bom público para a reinauguração da Maternidade Municipal Dr. Manoel Sebastião Pinheiro no prédio do Hapa e especialmente para a reabertura da UPA no Areal. Sabe-se que a Prefeitura não tem verba própria suficiente para manter a qualidade que a unidade tinha quando era gerida pelo governo do estado, mas a Saúde está sendo tão priorizada hoje quanto era a Assistência Social em 2007/2008.

No ponto alto do sábado, o governo conseguiu lotar a Praça do Povo para uma tardia e belíssima homenagem às mães com o argumento de escassez de recursos sendo desmentido pela distribuição de presentes e sorteio de prêmios antecedendo os shows da noite.

Em euforia, o prefeito cantava no camarim rodeado de aliados as músicas que público ia curtir logo mais. O clima de animação se misturava com a apreensão de aliados pela possibilidade de um longo discurso de Magno no palco ser recebido com vaias que tirassem o brilho daquele dia. A preocupação se mostrou desnecessária. A organizadora da festa, primeira-dama, ex-prefeita, secretária de Assistência Social e de muito mais foi impecável ao introduzir a banda de maneira sucinta e curtir a apresentação com seu esposo.

Chegou segunda-feira e a empolgação não pode virar ilusão. Nem Aviões do Forró, nem Márcia Felipe garantiram vitórias para as últimas prefeitas, não será The Fevers que terá resolvido os problemas do atual. Mas que o prefeito voltou a demonstrar uma disposição que há muito não se via é inegável. Candidato ou não, ele segue vivo e com o fim do período chuvoso pode reverter muita coisa recuperando as avenidas e a iluminação pública. Aguardemos.

Fotos: Facebook da Prefeitura de Chapadinha

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pastor de Chapadinha vai a Itapecuru prestar depoimento

O assassinato do empresário Pedro Lopes Fontenelle, em Vargem Grande, ainda é um mistério. Para ajudar a solucionar o caso o pastor Elias Lima, presidente da Assembleia de Deus em Chapadinha, se dirigiu à Delegacia de Itapecuru-Mirim na manhã desta terça-feira (02) para prestar depoimento.
O crime aconteceu na última quarta-feira (27) às margens da BR-222, em frente a uma propriedade que o pastor havia vendido para o empresário. O empresário foi executado com dois tiros e não levaram nada dele.
Segundo um genro do pastor, o irmão Ezequiel Douglas, ele não recebeu qualquer intimação para comparecer ao distrito policial que investiga o caso e se dirigiu de forma espontânea. “Como ninguém sabe quem são os autores nem a motivação do crime, cabe todos que tiveram algum contato recente com a vítima munir as autoridades policiais com toda informação que possa ajudar a solucionar o caso”, afirmou ao blog.
Pedro Lopes Fontenelle tinha 46 anos e atuava no ramo frigorífico em Vargem Grande.

O que não te disseram sobre a "farra dos contracheques"

Enquanto a gritaria tomava conta das redes sociais, me dediquei a estudar a folha de pagamento da Prefeitura de Chapadinha e verifiquei alguns dados que precisam ser esclarecidos.
Primeiro, nenhum vigia “recebe” R$ 6 mil. O presente do indicativo é usado para demonstrar ação continuada. E o vigia Marcelo Costa Abreu, segundo este mesmo Portal da Transparência que serve de fonte para pinçar informações pela metade e causar alvoroço, tem um salário de R$ 1.247,50. Nos meses de Setembro e Outubro ele recebeu gratificações para compensar outros serviços que ele teria prestado à administração municipal, segundo relato dele mesmo em áudio que circula nos grupos de WhatsApp.
A realização destes trabalhos deve ser atestada, mas essa checagem desmonta a tese segunda qual ele receberia um grande salário para dividir com um ex-prefeito e um vereador.
Outro dado que tem aparecido de maneira muito distorcida é a lotação de todos os servidores como funcionários do gabinete do prefeito. Na verdade…

Mais um empresário se prepara para disputar a Prefeitura

Está difícil manter a contagem de quantos pré-candidatos ao cargo de prefeito de Chapadinha já estão no páreo. Hoje pela manhã foi a vez do empresário Nenezão se filiar ao Partido dos Trabalhadores (PT) se colocando a disposição da legenda para a disputa.
A informação é do presidente do Diretório Municipal, o ex-vereador Manim Lopes, que acredita que uma candidatura própria é o melhor caminho para o partido voltar a ter representatividade local.