Pular para o conteúdo principal

O sonho do povo, o sonho do Paulo e o sonho de muita gente


Mexeu com muita gente a entrevista concedida ontem (22) pelo chefe de gabinete do deputado Paulo Neto. Ermildo Barbosa, o conhecido Branquinho, falou ao blogueiro Ezequias Martins, de Coelho Neto, para anunciar o rompimento do deputado com o prefeito Magno Bacelar e a pretensão de realizar o “sonho da população de Chapadinha” de ver Paulo na Prefeitura.

A entrevista foi concedida logo depois de Ermildo ter estado na Secretaria de Articulação Política (Secap) do governo do estado acompanhado pelo pré-candidato a prefeito Aldy Jr, citado na entrevista como um dos pré-candidatos a serem testados numa pesquisa. Além dele estão avaliados os vereadores Marcelo Marinheiro Neto Pontes. “Se nenhuns dos nomes dos companheiros não crescerem na pesquisa (…) você pode ter certeza absoluta que Paulo Neto, pode vi a ser o nome do grupo para disputar as eleições”, afirmou Ermildo.


Ouvidos pelo Blog do Braga sobre o assunto, os três pré-candidatos tiveram reações diferentes. Aldy Junior mantém confiança no apoio de Paulo para suas pretensões. "O compromisso que o deputado tem conosco é um compromisso público e ele mesmo faz questão de externar. Assim como ocorreu na ocasião que Paulo veio agradecer os votos no Aldeota Clube e numa recente reunião com lideranças de Chapadinha". A confiança é reforçada pelas declarações de hoje do próprio Ermildo ao Blog: “não existe dúvidas que o Aldy é o nosso pré-candidato a prefeito, que fique bem claro isso. Quando me refiro ao Dep. Paulo Neto é que no meu entendimento ele é e sempre foi uma liderança forte em Chapadinha”.

Já o vereador Marcelo Marinho demonstrou insatisfação: “antes de sair o resultado da pesquisa eles já propagaram o caminho a seguir”. Para o vereador Neto Pontes “parece que já estão tentando impor o nome do Paulo. Na reunião que tivemos ele disse que só entraria se ninguém tivesse chance de disputa, mas está se revelando diferente”, lamentou o parlamentar.

Sobre essa mesma reunião, Ermildo disse que o ex-deputado Levi Pontes teria descartado a possibilidade de ser candidato e teria lançado Paulo Neto.  Para Levi a conversa foi diferente: “Não lancei ninguém. Foi ventilada uma pesquisa entre os três nomes e deixando Paulo de fora. Logo, fui contra porque o Paulo é um deputado no mandato e os outros três ainda nem estão divulgando seus nomes”, esclareceu o médico. “Para que tirar a possibilidade de boas opções que ainda estão em crescimento? O desafio é formar um grupo forte respeitando todo mundo, o Aldy, o Neto, o Marcelo, e por que não a Thaiza, o Higor, o Eduardo Sá, o Douglas, o Nenêzão e outros?”, questiona Levi sem pressa para definir o rumo que seguirá. “Está muito cedo para qualquer decisão. Pelas conversas que tenho tido com as lideranças de todos os grupos políticos vejo que as possibilidades estão todas na mesa”, afirmou.

Com o capital político de mais de 6 mil votos no município, Dr. Levi não admite estar trabalhando para ser candidato, muito menos descarta essa possibilidade. “Se for chamado a essa missão por algum dos grupos políticos eu vou analisar essa opção com muita atenção. Precisamos de alguém com confiança, honestidade e compromisso com a cidade. Não precisa ser eu o candidato, desde que seja alguém que atenda estes critérios “.

Terceiro candidato a deputado estadual mais bem votado em Chapadinha, Paulo Neto teve aqui 4.953 votos, com o apoio, entre outros, do vereador cunhado do prefeito Junior Carneiro e, consequentemente, de boa parte da máquina municipal, mas não faltou crítica ao governo na entrevista. Magno foi descrito como “um prefeito que não trabalhou não fez o município crescer que não investiu na educação, na saúde, entendeu então é um prefeito que travou o município”.

As críticas causaram estranheza no grupo do prefeito. Uma liderança do governo em contato com o blog considerou a fala “inábil e extemporânea”. Segundo a mesma fonte, a entrevista “diverge do discurso do próprio PN”, mas nada muda nos planos do prefeito. “Com o trabalho que estamos realizando, com as conversas que temos tido para agregar lideranças dispostas a ajudar Chapadinha continuamos a frente dos nossos adversários mesmo se o deputado decidir seguir outro caminho, o que vamos respeitar”, declarou ao Blog outra fonte governista.

Também sobrou para o ex-prefeito Isaías Fortes. Ao descrever as articulações da última eleição municipal, Ermildo disse não entender “porque cargas d’águas, Isaías não acompanhou esse nosso projeto (de lançar Paulo candidato em 2016)”. Filho de Isaías, o vereador Marcelo Menezes esclarece: “Nós apoiamos o Paulo para deputado em 2014 com o compromisso dele nos apoiar em 2016. Não foi cumprido na época, mas eu não tenho nada contra ele. Só acho que ele devia olhar mais por Chapadinha porque já são vários mandatos e a gente não vê benefício para o povo. Chapadinha tem gente preparada e com serviço prestado aqui. Eu sou Chapadinhense e não tenho esse sonho que ele disse na entrevista”, afirmou o parlamentar.

Opinião

Se Magno Bacelar e Belezinha forem impedidos de concorrer pela Justiça, o deputado Paulo Neto é um dos nomes mais fortes para se viabilizar na disputa, mas depende de uma soma de forças que se incomodaram com a entrevista.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pastor de Chapadinha vai a Itapecuru prestar depoimento

O assassinato do empresário Pedro Lopes Fontenelle, em Vargem Grande, ainda é um mistério. Para ajudar a solucionar o caso o pastor Elias Lima, presidente da Assembleia de Deus em Chapadinha, se dirigiu à Delegacia de Itapecuru-Mirim na manhã desta terça-feira (02) para prestar depoimento.
O crime aconteceu na última quarta-feira (27) às margens da BR-222, em frente a uma propriedade que o pastor havia vendido para o empresário. O empresário foi executado com dois tiros e não levaram nada dele.
Segundo um genro do pastor, o irmão Ezequiel Douglas, ele não recebeu qualquer intimação para comparecer ao distrito policial que investiga o caso e se dirigiu de forma espontânea. “Como ninguém sabe quem são os autores nem a motivação do crime, cabe todos que tiveram algum contato recente com a vítima munir as autoridades policiais com toda informação que possa ajudar a solucionar o caso”, afirmou ao blog.
Pedro Lopes Fontenelle tinha 46 anos e atuava no ramo frigorífico em Vargem Grande.

O que não te disseram sobre a "farra dos contracheques"

Enquanto a gritaria tomava conta das redes sociais, me dediquei a estudar a folha de pagamento da Prefeitura de Chapadinha e verifiquei alguns dados que precisam ser esclarecidos.
Primeiro, nenhum vigia “recebe” R$ 6 mil. O presente do indicativo é usado para demonstrar ação continuada. E o vigia Marcelo Costa Abreu, segundo este mesmo Portal da Transparência que serve de fonte para pinçar informações pela metade e causar alvoroço, tem um salário de R$ 1.247,50. Nos meses de Setembro e Outubro ele recebeu gratificações para compensar outros serviços que ele teria prestado à administração municipal, segundo relato dele mesmo em áudio que circula nos grupos de WhatsApp.
A realização destes trabalhos deve ser atestada, mas essa checagem desmonta a tese segunda qual ele receberia um grande salário para dividir com um ex-prefeito e um vereador.
Outro dado que tem aparecido de maneira muito distorcida é a lotação de todos os servidores como funcionários do gabinete do prefeito. Na verdade…

Mais um empresário se prepara para disputar a Prefeitura

Está difícil manter a contagem de quantos pré-candidatos ao cargo de prefeito de Chapadinha já estão no páreo. Hoje pela manhã foi a vez do empresário Nenezão se filiar ao Partido dos Trabalhadores (PT) se colocando a disposição da legenda para a disputa.
A informação é do presidente do Diretório Municipal, o ex-vereador Manim Lopes, que acredita que uma candidatura própria é o melhor caminho para o partido voltar a ter representatividade local.